"do lar" com orgulho!
10:26 AM | Author: CD_Brasil
Faz muito tempo que nao escrevo no meu blog. E, justamente agora que tenho tanto que dizer. Dessa vez, nada das minhas afliçoes tao habituais de um espírito inquieto e, sim, da minha mais nova e fantástica experiencia de vida: ser mae. Mae da minha pequena Helena.

Experiência essa compartida em alguns momentos passados com uma frustraçao existencial: a de nao trabalhar. Últimamente, essa última sensaçao simplesmente desapareceu da minha rotina e tenho enxergado tudo de uma maneira muito diferente. “Hoy por hoy” me sinto feliz e realizada, embora nao exerça una atividade profissional renumerdada, o que chamamos no Brasil de trabalhar fora. Porque “dentro” trabalho e trabalho e muito. Talvez na atividade laboral mais compensatória para uma mulher: ser mae.

Sobre isso tenho pensado... Sobre isso vou escrever!

Ainda na gravidez, li um livro muito interessante chamado “Benvenido, Juan - cartas a un niño que va a nacer”. Livro que pretende ensinar de uma maneira bastante didática, a difícil e importante tarefa da maternidade. Há várias passagens interessantes no livro. Mas destaco duas: a dependência do bebê e a presença da mae no primeiro ano de vida.

Os bebes nascem sem terminar, afirma o dito livro.
“Ahora resulta que, después de tirarte nueve meses viviendo como rey dentro de mí, vas a nacer inacabado, como si tratase de una obra de arte a medio rematar(...) Pensad en un niño recién nacido. Es indefenso, frágil, no puede buscar nada por si solo, ni alimentarse, ni desplazarse para buscar comida. Es un ser absolutamente dependiente, que necesitará TODO el primer año de vida para completar su organización física y mental y para construir sus mecanismos de adaptación.”
Nesse primeiro ano de vida da Helena, sinto que dou a luz a todo momento: quando a amamento, quando a alimento, quando troco suas fraldas, quando embalo, quando troco de fralda outra vez, quando a levo ao médico, quando a ensino a brincar,quando a faço dormir, quando dou banho, quando canto, quando a ajudo a colocar-se de pé e ir começando a explorar o mundo nessa posiçao tao própria dos seres humano. Estou parindo de novo, toda vez que sinto que ela depende de mim.

Outra parte bastante interessante do livro é quando afirmam:
“El interés por la felicidad de los niños es un indicador de que las sociedades son sensibles a las necesidades de los mas débiles. Pero, además, si una persona vive la infancia tranquila, con la presencia de su madre o su padre de forma regular, es muy probable que de mayor sea un adulto equilibrado. Y ahí quería llegar:¿sabéis cuanto se ahorraría la sociedad en reformatorios, en policía, incluso en perdidas por baja producción de ciudadano infelices?(...) Ha dicho Kofi Annan, el secretario general de ONU, que cada dólar invertido en la infancia produce, a la larga, siete dólares. Así que, mirándolo por la parte puramente económica, la cosa merecería la pena.”

Depois que esses dois conceitos entraram na minha cabeça, a sensaçao de satisfaçao é enorme. Eu e minha pequena Helena somos PRIVILEGIADAS. Ela por ter a sua mamae cuidando-la, orientado-la, educando-la e AMANDO-LA. Eu por presenciar TUDO do desenvolvimento dela. Afinal, a única coisa que pega é o fato do meu dinheiro nao entrar no orçamento doméstico, mas felizmente nao é indispensavel para a nossa manutençao graças ao papai. Estamos fazendo um investimento no nosso bem mais precioso, nossa Helena!

Por eso, Cariño, que actualmente me siento tan feliz! Te quiero.
Links para esta postagem
Antes de ser mae...
7:21 PM | Author: CD_Brasil

Antes de ser mae, li essas mesmas palavras, as achei lindas mas nao pude compreender-las na integra. Agora posso e repito...

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes. Eu não tinha roupas manchadas. Eu tinha calmas conversas ao telefone.

Antes de ser mãe eu dormia o quanto queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.Eu não esquecia de escovar os cabelos e os dentes.

Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia. Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.

Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.

Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.

Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos.... eu dormia a noite toda...

Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.

Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela.Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor.eu nunca imaginei que pudesse mudar tanto a minha vida.Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim.Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.

Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo.Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto.Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me tão importante.

Antes de ser mãe eu nunca me levantei à cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem.Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe.Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.

Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.Obrigada Deus por permitir-me ser Mãe!!!

Links para esta postagem
ser mae...
6:11 PM | Author: CD_Brasil
Só hoje, depois de 10 dias do nascimento da nossa Helena, estou tendo um tempinho para escrever. Idéias, percepçoes e sentimentos nao faltaram nestes dias. Mas sao coisas tao íntimas que prefiro guardar para mim que compartilhar com o mundo.

Muito feliz e realizada com o nascimento dela. Muito mais do que possa descrever aqui.

Ando tao cansada (pelas noite mal dormidas) que nao me vejo em condiçoes de escrever. Outro dias...

Um beijo com queijo.
Links para esta postagem
será o último post antes de ser mamae?
2:28 PM | Author: CD_Brasil
Chego na reta final da minha gravidez: amanha começo a semana 39, em teoria, a última de espera da chegada da minha Helena. Hoje fiz o primeiro controle de parto: zero de contraçoes e nadica de nada de dilataçao. Coraçaozinho dela batendo dentro do normal (mas ufffff... a 140) e peso estimado de 3,200 kg (que bom!). Na próxima segunda-feira (lunes), outra vez...

Tudo está providenciado, nem tudo 100% completo porque minha cabeça DDA nao permite: falta colgar as estantes, colocar os adesivos de joaninhas nas paredes, costurar o detalhe na cortina, pegar as almofadas que encomendei, colocar os adornos nos lugares corretos, lavar as últimas peças de roupas compradas.

Na verdade, quando elA deixar de habitar o meu corpo, apesar de todo o incomodo que estar gravida de 9 meses gera, me dá uma dó tremenda: a minha gravidez embora nao planejada para este momento foi um dos momentos mais sublimes da minha vida. Grávida e esperando pelo momento mais sublime da vida de uma mulher: ser mae. Grávida me senti muito mais conectada à natureza: faço parte de uma rede ecológica. Grávida me senti muito mais integrada a atual sociedade que pertenço. Grávida me sinto muito mais unida (e agora de forma definitiva) ao homem que amo, pai da minha filha.

Se por um lado desejo muito ver-la, por outro deixarei de ter-la dentro de mim.

Te amo, Filhinha.

Beijos,

Mamae
Links para esta postagem
Despedida de Solteira
3:06 AM | Author: CD_Brasil
Me caso em menos de 1 semana. Hoje celebrei a minha "Despedida de Solteira"...

... nada de (arg!) Chá de Panela - uffffffa! Ainda bem...
... nada de tomar todas (e mais algumas) com as amigas... meu "estado" nao permitiria!
... nada de festinha pseudo moderninha com um streaper contratado.
Engraçado... a minha Despedida de Solteira tem alguma coisa de nostalgia no ar.

Fui ao teatro. Fui ao teatro ver ballet. Fui ao teatro ver ballet moderno. Fui ao teatro ver ballet moderno brasileiro. Fui ao teatro ver ballet moderno brasileiro e mineiro. Fui ao teatro ver ballet moderno, mineiro e belohorizontino. Fui ver "O Corpo" em Valencia. De certa forma, presto uma homenagem às minhas origens: sentir a cultura das minhas raízes ... "me despedir" dela, mas dizendo um "até logo" e jamais um "adeus".

Observaçao importante: É a terceira vez que vou ao teatro aqui e a primeira que vi o público apalaudindo de pé. Realmente! "O Corpo" é muito bom.

Resumir o talendo d´"O Corpo": integraçao harmônica e original de: espaço, luz, cor, movimento, ritmo e melodia. Isso é "O Corpo"!

Mi Cariño também celebra sua despedida entre os amigos e já morro de saudade dele. Mas ele volta amanha... eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeba!
Links para esta postagem
a vida nao espera...
7:37 PM | Author: CD_Brasil
Muitas vezes, exitamos diante de certas dolorosas decisoes por muitas razoes. Frequentemente por...
- esperança em que as coisas mudem...
- medo de nao saber reagir diante de determinadas "novidades"... como se adiando a resoluçao do problema, ele deixasse de existir.

Nos metemos em verdadeiros "lios" para justificar a nossa exitaçao diante de assuntos que requerem atitudes imediatas. Mas a vida... a vida nao espera! A vida acontece.
Links para esta postagem
sonhei outra vez
1:08 PM | Author: CD_Brasil
Essa noite, sonhei com você, doce filhinha...

Já tinha nascido... forte, saudável e guapíssima (exatamente como da outra vez). Mas a mamae aqui nao sabia cuidar de você: diante do primeiro xixi te meti no banho! Logo você com sua pele tao sensível. E quando te meti no banho, nao sabia segurar bem o seu pescocinho... Isso tudo deve ser influencia do curso de "Preparación a la maternidad" que comecei na última segunda feira. Seguramente eu era a "premamá" mais nova (no sentido que você tem menos semanas que as demais). Cada barrigao enorme... A minha ainda é modesta embora bastante evidente segundo a juiza. Te sinto mexer bastante e isso me dá muita alegria e tranquilidade. Se está mexendo é porque transborda saúde. Os seus movimentos é a maneira de te sentir, quiças a maneira de você se expressar: "Mamae, acorda" "Mamae, essa posiçao nao gosto" "Mamae, muda de lado." Que mandona me estás saindo!!!
Em poucas semanas vovó chega cheia de coisas pra você. Desconfio que mais pra você que para mim. brinco que tenho ciumes, mas na verdade eu tb me deixo de lado para ser você a prioridade. Papai fala com você todos os dias... Cree que você será sua aliada... e o pior que é bem possível : vaya ingratitud! Hijos!!!
Por hoje é só.
Beijos,

Mamae
Links para esta postagem